Xbox admite que os exclusivos do PlayStation são de ‘melhor qualidade’

Uma foto mostra o Xbox e o PlayStation E3 lado a lado.

foto: Daniel Boczarsky (Getty Images)

Na sua última resposta escrita enviada ao Grupo da Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido (CMA), a Microsoft está usando muitos dados para mostrar que a compra da editora sitiada Activision Blizzard não vai prejudicar a Sony ou a Nintendo. Na verdade, à medida que sua bizarra onda de autonegação continua, sugere que o acordo realmente ajudará a editora a competir com essas outras empresas de jogos. Como parte desse argumento, a Microsoft admite que o PlayStation tem os melhores exclusivos, dando a uma tonelada de irritantes fanboys de console mais munição em sua guerra sem fim para mostrar o quanto eles amam sua caixa de plástico favorita.

Enquanto a Microsoft continua suas tentativas determinadas de consumir a Activision Blizzard via sua massiva aquisição de US$ 70 bilhõescontinua colidindo governos e reguladores irritantes que parecem pensar que talvez, apenas talvez, uma das maiores empresas de tecnologia do planeta não deveria ter permissão para comprar uma das maiores editoras de videogames da história. Após essa reação, a Microsoft e o Xbox passaram a maior parte deste ano dançando do tribunal para a audiência do comitê regulador tentando pintar o quadro que Xbox é uma marca pequena, com pouquíssimas vendase nenhum poder real em comparação com a Nintendo e a Sony.

Sua última tentativa veio por meio de documentos divulgados recentemente pela CMA do Reino Unido. Nos documentos, a Microsoft diz que a Sony e a Nintendo têm exclusividades de “melhor qualidade” que superam seus próprios jogos originais.

Encontrado na parte inferior do longo documento publicado ontem no site da AMC, a Microsoft inclui uma seção onde sugere que, mesmo que fosse para fazer Chamada à ação uma franquia exclusiva do Xbox (embora ele novamente aponte que ele também não tem planos), não importaria de qualquer maneira, porque a Sony e a Nintendo têm seus próprios exclusivos mais vendidos e de alta qualidade. Na subseção 3.67, intitulada “A Sony tem mais jogos exclusivos que a Microsoft, muitos deles de qualidade superior,O Xbox diz que acordos de exclusividade “não são incomuns” em videogames e que a Sony tem seus próprios grandes jogos exclusivos, como o O último de nós e deus da guerra.

“Os jogos próprios da Sony e da Nintendo estão entre os jogos mais vendidos na Europa e em todo o mundo”, explicou a Microsoft, presumivelmente consertando os sapatos enquanto puxava os bolsos vazios das calças. “O atual conteúdo exclusivo da Sony inclui conteúdo proprietário significativo títulos como The Last of Us, Ghost of Tsushima, God of War, e Homem Aranha. Além de ter conteúdo puramente exclusivo, a Sony também tem acordos com editores terceirizados que exigem que o Xbox seja “barrado” em todas as plataformas nas quais esses editores podem distribuir seus jogos.

Consulte Mais informação: Os 15 melhores jogos para o Xbox Series X e S

Então, basicamente, a Microsoft está argumentando que nunca Chamada à ação uma franquia exclusiva do console, embora afirme que, se existisse, não importaria de qualquer maneira, porque os jogos realmente não importam para a Sony ou a Nintendo. Grande parte da resposta da empresa à pesquisa da CMA gira em torno de minimizar Chamada à açãoalegando que não é um jogo único e apontando para pesquisas e análises de fãs para mostrar que outros jogos são muito mais populares e aclamados pela crítica do que o jogo de tiro anual da Activision.

E assim por diante a saga da fusão Microsoft Activision Blizzard King. A CMA, juntamente com outros grupos e reguladores, continuará a pressionar e investigar o controverso acordo enquanto a Microsoft tenta convencer todos a não se preocuparem, e A Sony faz o contrário. Façam suas apostas agora em como tudo isso vai acabar. E também tente não pensar no número pessoas terríveis na Activision vai acabar muito mais rico assim que o negócio for fechado.